simeb_logo2022

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DO DF

A História do Sindicato

Quem somos

a sede

A sede do SIMEB, no SIA, foi adquirida em 28 de junho de 1985, com o apoio dos representantes das empresas dos setores metalúrgico, mecânico e de material elétrico, liderados por Nabor César Cerqueira e pelo então tesoureiro do sindicato, Lucas Carlos Neto.



Uma nova alteração


Uma nova alteração do nome do sindicato ocorreu em 1990, quando passou a ser denominado Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Distrito Federal — SIMEB, nome esse que permanece até os dias atuais.

Alguns fatos pitorescos podem ser citados como parte da história da indústria da metalurgia em Brasília. Um deles era a grande desconfiança dos pequenos prestadores de serviços em relação a um sindicato recém-criado. Vencidas as primeiras resistências, depois de aderirem à entidade, esses prestadores cresceram e se tornaram empresários bem-sucedidos. Outro fato interessante era a grande diversidade de atividades abrangidas pelo sindicato. Com o passar do tempo e o surgimento da necessidade, grupos com interesses comuns foram se desmembrando do SIMEB para criar seus próprios sindicatos. Isso aconteceu com o segmento da reparação de veículos (Sindirepa), com a indústria da informação (Sinfor) e com a de eletro eletrônicos (Sindeletro). Hoje são, todos, sindicatos atuantes e filiados à Fibra, da qual o SIMEB é um dos sindicatos fundadores.


Ousadia de um presidente

Brasília é fruto da ousadia de um presidente visionário, da genialidade de um arquiteto, da extrema criatividade de um urbanista e do suor de milhares de brasileiros que acreditaram em um sonho. Uma cidade erguida no meio do Planalto Central, forjada a concreto e aço. A têmpera de seus criadores e de seus construtores deve ter sido a semente que, plantada no solo avermelhado, fez brotar as primeiras indústrias do segmento da metalurgia na nova capital federal.

A associação

A necessidade que essas indústrias tinham de se organizar em uma entidade representativa fez com que um grupo de 12 empresários dos ramos da metalurgia, reparação de veículos, componentes eletrônicos e recuperação de eletrodomésticos, se reunissem para fundar, em 1968, a Associação Profissional das Indústrias de Veículos e Acessórios do Distrito Federal. Essa associação passou a orientar os empresários dos respectivos segmentos quanto a compras e às demais atividades de seus ramos de atuação.

O sindicato

No segundo semestre de 1971, já contando com 26 membros e sob a presidência interina de Mário Augusto Curvelo, a associação transformou-se em sindicato, ampliando a representatividade em defesa dos segmentos a ela associados. Em fevereiro de 1972 foi realizada a primeira eleição do agora denominado Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios de Brasília. Seu primeiro presidente foi José da Silva Neto, no período de 1972 a 1975. Em 16 de janeiro de 1974 foi decidida a mudança do nome para Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Brasília.